Início > audiência e tv > As melhores novelas da década

As melhores novelas da década

Chegou o dia do blog realizar aquela lista que todos gostam tanto. Hoje, vou colocar aqui as 10 melhores novelas da década. Minha inteira opinião, portanto minha responsabilidade. Pra falar a verdade fiquei chocado ao ver a relação das novelas da década e chegar a conclusão que achar 10 novelas acima da média foi impossível. Na verdade apenas as 5 primeiras são excelentes. As outras são boas, mas não apareceriam entre as melhores de todos os tempos – nem entre os 30 primeiros lugares. Década difícil essa. Vamos a lista:

10 – As filhas da Mãe – 2001
De: Sílvio de Abreu

Novela que não correspondeu nos números de audiência. A própria Globo detectou que a novela era muito vista pelas classes A e B e rejeitada pelas C,D e E. Complexa, com uma trama complicada e cheia de piadas satirizadas e clássicas, a obra não envolveu o público e acabou sendo esquecida em pouco tempo. Mesmo assim, é um dos trabalhos de destaque de Sílvio de Abreu, mostrando um humor ácido, inteligente e diferente. Uma grande inovação para o segmento de novelas. O elenco todo esteve muito bem, mas os destaques foram mesmo para mais um banho de atuação de Fernanda Montenegro e Raul Cortez, e Andréa Beltrão e Cláudia Raia que roubaram a cena.

9 – Paraíso Tropical – 2007
De: Gilberto Braga e Ricardo Linhares

Novela parecida com todas do autor. Marca registrada de Gilberto Braga desde Vale Tudo. E de novo deu certo, só pra variar um pouco. Trama inteligente, cheia de mistério, bom humor, mostrando personagens confusos e, as vezes, estranho, mas cheios de vida. O autor não inovou em nada, manteve o mesmo estilo misterioso, com vilões pérfidos e mocinhos bobos que sempre deu resultado. O público aprovou. Os destaques ficaram mesmo por conta de Camila Pitanga e Wagner Moura que fizeram o público dar grandes risadas em suas cenas “di catiguria”.

8 – Essas Mulheres – 2005
De: Marcílio Moraes

Uma das primeiras novelas da nova fase da Rede Record que realmente dava para assistir. Marcílio Moraes acertou em cheio a juntar três das principais personagens femininas da literatura brasileira. O autor soube dosar com maestria a personalidade de cada uma delas, principalmente de Aurélia Camargo, diva de José de Alencar no livro Senhora. A novela foi um grande acerto da emissora e ainda hoje é lembrada pelos fãs com saudades, graças a sua qualidade técnica, de texto, de elenco e de tudo. Uma baita novela. Destaque absoluto para Christine Fernandes, a dona da novela que deu uma aula de interpretação dando vida a Aurélia. Ela foi exatamente como imaginávamos a personagem ao ler o livro.

7 – Cobras e Lagartos – 2006
De: João Emanuel Carneiro

Após engrenar o maior sucesso de todos os tempos no horário das 7, com Da Cor do Pecado, João Emanuel Carneiro voltava com uma trama diferente. Alegre, divertida, com história super leve, Cobras e Lagartos conquistou o público logo de cara por seu jeito divertido de ver a vida. Personagens simples, mas ao mesmo tempo com histórias super interessantes e que se aproximavam muito do real chamou a atenção e tornou a novela o 2º maior sucesso do horário e, graças a isso, o autor foi promovido ao horário nobre. Os destaques da trama ficaram por conta de Lázaro Ramos e Taís Araújo que formaram a dupla mais divertida da novela e das novelas em muito tempo, com cenas hilárias e muito inteligentes.

6 – Alma Gêmea – 2005
De: Walcyr Carrasco

Uma trama espírita que carregaria o estigma de ser comparada a excepcional A Viagem. Alma Gêmea se livrou logo disso ao se mostrar uma trama diferente, de humor e cheia de situações bizarras. Humor pastelão, texto infantil, situações fantasiosas. Tudo isso conquistou o público que aprovou o jeito de se fazer novela com a marca Walcyr Carrasco de ser. O sucesso da trama fez com que ela se tornasse um fenômeno de audiência, maior do horário das 6 e chegasse a incríveis 50 pontos de audiência em alguns capítulos. O destaque absoluto da novela foi Flávia Alessandra que interpretou a pérfida Cristina e soube com maestria criar trejeitos e emoções para a vilã. A novela atualmente está sendo exibida no Vale a Pena ver de Novo e novamente é fenômeno de audiência.

5 – Celebridade – 2003
De: Gilberto Braga

O mesmo texto utilizado para falar de Paraíso Tropical se encaixaria com perfeição para Celebridade. Enredo muito semelhante e a mesma fórmula que Gilberto Braga utiliza em toda a carreira de autor, e sempre funciona, parece incrível. Celebridade conquistou o público com seus muitos e infindáveis núcleos, com todo tipo de personagem e, principalmente por seus vilões, porque os mocinhos foram – como em toda novela do autor – ignorados pelo grande público. O elemento “Quem matou?” foi utilizado novamente e com sucesso. O que atrapalhou e derrubou a colocação da novela foi o último capítulo infeliz e cheio de erros. Destaques para a dupla de vilões, Cláudia Abreu e Fábio Assunção. Ainda hoje, muita gente considera Laura Prudente da Costa a maior vilã das novelas brasileiras. Pra sempre cachorrona.

4 – Cama de Gato – 2009
De: Duca Rachid e Thelma Guedes

A novela das 6 que está no ar atualmente tem muita qualidade. Impressiona pela agilidade e pode ainda subir posições neste ranking quando a trama terminar. Ágil, surpreendente para o horário Cama de Gato mostrou que é possível criar uma trama envolvente, cheia de personagens complexos, com complexidade mesmo no horário das 6. Destaque para o quarteto de protagonistas Camila Pitanga (vivendo Rose), Marcos Palmeira (no papel de Gustavo Brandão), Paola Oliveira (como Verônica) e Carmo Dalla Vecchia (interpretando Alcino) que se encaixaram perfeitamente e tem uma química que impressiona. É certamente uma das gratas surpresas do horário, essa novela.

3 – Belíssima – 2005
De: Sílvio de Abreu

Uma novela com a assinatura de Sílvio de Abreu. Tinha como não ser sucesso? Desde o primeiro capítulo uma mistura de suspense, pornochanchada e humor pastelão tornou Belíssimo um sucesso imediato e febre entre o público. Cansado do tal “Quem matou?”, Sílvio de Abreu mais uma vez inovou ao criar algo muito mais complexo. Um vilão que estava por trás de um plano maquiavélico para roubar tudo da protagonista e sem aparecer. A novela foi febre no país, a trilha sonora, as roupas, o jeito de falar, tudo caiu no gosto popular de forma incrível e, talvez, foi a última novela a conseguir isso no país. Destaques foram muitos: Glória Pires e sua protagonista complexa, Tony Ramos dando show, Cláudia Abreu incorporando a mocinha chorosa, Irene Ravache com o personagem mais divertido da história das novelas. Mas a novela teve uma dona, Fernanda Montenegro em sua primeira grande vilã na TV. Bia Falcão foi amada, idolatrada e mesmo fora da novela por quase três meses, continuou sendo o centro das atenções.

2 – Poder Paralelo – 2009
De: Lauro César Muniz

A segunda novela da Rede Record na lista. A melhor novela da história da emissora. Mostrou um Lauro César Muniz inspiradíssimo ao criar personagens complexos, tramas difíceis e texto primoroso. A novela é baseada no livro “Honra ou Vendetta” do jornalista Sílvio Lancellote e apresenta o mundo da máfia com raízes na Itália, mas completamente infiltrada no Brasil. Uma novela ágil, violenta, sem pudores, mas sem apelações. Lauro César mostrou ser possível criar uma novela que se aproximava da qualidade do Cinema. Um elenco que estava feliz, pela primeira vez na Record um elenco realmente bom, mas a novela foi toda de Paloma Duarte, interpretando Fernanda Lyra, a personagem de sua vida, a atriz deu – e ainda dá – um banho de atuação que a coloca entre as principais atrizes do país na atualiadade.

1 – A Favorita – 2008
De: João Emannuel Carneiro

A novela mais excepcional de todos os tempos tinha realmente que ser a melhor novela da década. A trama mais inovadora da TV, ao não apresentar mocinha ou vilã no início, ao deixar o telespectador na dúvida, ao mostrar dubiedade e, após todos fazerem sua escolha, mostrar uma mocinha sofredora e uma vilã tórrida, cruel e muito, muito mesmo, divertida. A Favorita foi a primeira – e a única – novela da Rede Globo impossível de se perder, tal o ritmo alucinante da trama. A primeira novela da TV brasileira sem barriga, seguiu um ritmo maluco, ágil, e intenso que fez com que nos apaixonássemos pelo jeito de João Emanuel Carneiro escrever mistério. Todo o elenco foi o destaque da trama, ninguém esteve abaixo, todos dando conta do recado e fazendo da obra um grande sucesso, mas não podemos nos esquecer da maior vilã de todos os tempos, Flora Pereira da Silva. Patrícia Pilar mostrou porque é respeitada no país como uma grande atriz, roubou a cena, foi aplaudida de pé e venceu todas as premiações do Brasil por este trabalho. A melhor novela, sempre.

  1. iago
    15 de fevereiro de 2010 às 22:53

    Sua lista não é tao ruim assim, a exceçao de Filhas da Mae. Essas Mulheres foi melhor que algumas da relaçao . Achei Alma Gemea um tanto exagerada pra ter sido tao bem aceita pelo público. Mas, enfim , o que vai na cabeça dos outros… Outra obsrvação importante: A década só acaba em 31.12.2010. Portanto aguarde outras que virão . A esperança…é a última…

  2. 17 de julho de 2010 às 17:51

    bem,nao vi essas mulheres,e nao me lembro de as filhas da mae,e achei um absurdo poder paralelo ficar em segundo,e achei que faltou senhora do destino nessa lista,que foi maravilhosa,só perdendo é claro,para A favorita,que será minha favorita eternamente ! Me sigam no twitter @victorshiller 😀

  3. 3 de outubro de 2010 às 15:23

    olá me chamo uelinton tenho 36 anos e estou a procura de garotas entre 20 e 40 anos para compromisso serio quem quiser falar comigo meu msn é uelinton-costa@hotmail.com ou orkut uelintonsilvacosta ou me ligue para 87987438 ou 91896832 obrigado a todos da itapuã

  4. Fernanda
    14 de outubro de 2010 às 20:14

    Eu tiro da lista Paraíso Tropical, Cobras e Largatos e Cama de Gato também. As filhas da mãe, eu era pequena não assisti. Adorei Belíssima, A Favorita, Escrito nas Estrelas… Ah, gostei de Páginas da Vida, apesar da história ter sido meio parada e sem graça em alguns aspectos, me apaixonei pelo casal Isabel e Renato, personagens de Vivianne Pasmanter e Caco Ciocler, até hoje é um dos meus casais de novelas preferidos.

  5. rodrigo
    21 de julho de 2012 às 19:20

    todas sao muito boas exceto as da Record pq nenhuma novela da Record se compara com uma da Globo

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: